terça-feira, 16 de novembro de 2010

Especialistas dizem que economia verde vai ajudar o mundo até 2012!

Panorama atual é alarmante, mas alteração é possível
O planeta esquenta, perde seus recursos naturais e - dizem alguns - está com os dias contados, mas inovações técnicas e a economia verde podem salvá-lo, garantem especialistas reunidos nesta quinta-feira (25), na Universidade Columbia, em Nova York.
Reunidos em teleconferência através de monitores conectados de Mônaco, Cidade do México, Pequim, Londres, Nairóbi e Nova Délhi, vários especialistas apresentaram um panorama alarmante da pobreza global e da degradação ecológica.
Pediram aos Estados Unidos e a outros países ricos que demonstrem liderança, por exemplo, investindo em tecnologia de captação de carbono e outros métodos de longo prazo para reduzir as emissões de gases causadores do efeito estufa.
No entanto, os países desenvolvidos, onde a poluição cresce rapidamente, também podem desempenhar um papel importante e, ao mesmo tempo, melhorar a qualidade de vida da população, tirando-a da pobreza, defendem.
- Desta forma, podemos alcançar a prosperidade, combatendo as mudanças climáticas - uma prosperidade que vai durar muito mais - defendeu o presidente mexicano, Felipe Calderón, que falou da Cidade do México via teleconferência.
Calderón contou que o México tem planos ambiciosos para reduzir as emissões de carbono, reflorestar e gerar um quarto da demanda energética com fontes renováveis até 2012.
- Estou mais convencido do que nunca de que os primeiros países a mudar ganharão vantagens competitivas consideráveis - disse o presidente mexicano.
Nitin Desai, do Energy and Resources Institute de Nova Délhi, afirmou que Índia e China, dois dos países com maiores índices de emissões de gases-estufa, são muito "pró-ativos" no desenvolvimento de tecnologias verdes.

Retirado do R7.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário