sexta-feira, 1 de julho de 2011

Falar é fácil, fazer que é díficil!

Hoje vivemos em lugares que com apenas ventos, chuvas, morrem muitas pessoas. Porque será que isso acontece?

Furacão Katrina


Em 2005 aconteceu uma catástrofe natural em New Orleans, sul do E.U.A; o famoso ''Katrina'', um furacão que destruiu várias casas, construções e matou mais de 10 pessoas. O Furacão Katrina foi um grande furacão, que destruiu uma parte dos EUA uma tempestade tropical que alcançou a categoria 5 da Escala de furacões de Saffir-Simpson (regredindo a 4 antes de chegar a costa sudeste dos Estados Unidos Da América). Os ventos do furacão alcançaram mais de 280 quilômetros´por hora, e causaram grandes prejuízos na região litorânea do sul dos Estados Unidos, especialmente em torno da região metropolitana de Nova Orleans, em 29 de Agosto de 2005 onde mais de um milhão de pessoas foram evacuadas. O furacão passou pelo sul da Flórida, causando em torno de dois Bilhões de dólares de prejuízo e causando seis mortes diretas. Foi a 11ª tempestade de 2005 a receber nome, sendo o quarto entre os furacões.
O Furacão Katrina causou aproximadamente mil mortes, sendo um dos furacões mais destrutivos a ter atingido os Estados Unidos. O furacão paralisou muito da extração de petróleo e gás natural dos Estados Unidos, uma vez que boa parte do petróleo americano é extraído no Golfo do México.

Terremoto e Tsunami no Japão

Infelizmente mais uma vez a natureza mostrou sua força, desta vez no litoral do Japão onde ocorreu nesta madrugada (horário de Brasília) um terremoto de incríveis 8.9 de magnitude, o terremoto gerou além de muitos incêndios uma tsunami que deixa em alerta a América do Sul (Chile), Ilhas do Pacífico, Austrália, a Costa dos Estados Unidos onde está o Hawaii, no total são 20 países.
O Hawaii está apreensivo e já foram disparadas sirenes de alerta de tsunami, a maioria está saindo das suas casas e indo para lugares mais altos, mas alguns ainda resistem a ficar, o Presidente Barack Obama pediu a todos que acatem o pedido e deixem suas casas o mais rápido possível. Já foram encontrados mais de 12 mil corpos e ainda existem mais de 10 mil desaparecidos por todo o Japão